Quantidade de Páginas visitadas

HISTÓRICO DA ESCOLA

A Escola Estadual do Campo Linha Aparecida - Ensino Fundamental, localizada na Zona Rural do município de Chopinzinho - Paraná, na localidade de Linha Aparecida, 22 k. da zona urbana, tem suas origens em 1970, quando na localidade de Linha Aparecida, foi instalada uma das primeiras escolas do município a pouco emancipado: a ‘Escola Rural Municipal “Nilo Peçanha - EIEF”, tendo como 1ª professora Alzira Lara que exercia todas as funções como: professora e merendeira, e foi reconhecida como Escola Municipal em 1973 pelo Decreto Nº 019/81 que passa a funcionar em regime regular com ensino de 1ª a 4ª séries do 1° grau. A Escola funcionava numa construção de madeira e comportava uma sala, cozinha e uma pequena varanda. Frequentavam a escola alunos da comunidade local. Com o passar do tempo a procura pelo conhecimento e a necessidade de tê-lo foi aumentado. Para atender a essa exigência a secretaria do Estado da Educação aprova com a Resolução 5.068/86, de 26 de novembro de 1986, o funcionamento do ensino de 5ª a 8ª séries no mesmo prédio da então Escola Rural Municipal Nilo Peçanha - EPG, já reformada com duas salas de aula, uma cozinha, um depósito de materiais e merenda e dois banheiros. A nova Escola passa a denominar-se Escola Estadual “Linha Aparecida” - EPG.

No primeiro ano de funcionamento a escola contava com duas turmas de 5ª séries com aproximadamente sessenta alunos no período noturno, vindos de várias comunidades: Estrela Gaúcha, Linha Aparecida, Nossa Senhora das Graças, Linha Bahia e Santa Cruz e sua diretora era a professora Vânia Lúcia Dallagrave Mangoni. A escola não possuía salas suficientes no período noturno para atender os alunos, então em 1988, a Escola passou para o período da tarde ficando a 6 e 7 séries à noite. .

O curso foi reconhecido pela resolução 2.053/90 da Secretaria do Estado da Educação em 25 de julho de 1990. Os alunos que freqüentavam a escola nos primeiros anos eram em grande parte maiores de idade. Poucos tinham entre 14 e 18 anos. Nos anos seguintes a faixa etária dos alunos foi diminuindo devido à incidência de alunos que concluíam a 4ª série do ensino regular. Por esse motivo a partir de 1992, a escola passou a ofertar as quatro séries, 5ª a 8ª séries, no período da tarde, utilizando salas de aula improvisadas no pavilhão da comunidade, às vezes em porões de casas vizinhas, embaixo de árvores e até em guaritas. Foi na década de 90, mais precisamente de 1995 a 1997, que Chopinzinho deu um salto rumo à modernidade na educação. Organizando e colocando em funcionamento 7 núcleos no meio rural: entre eles o Núcleo de Educação de “Linha Aparecida.”. A nuclearização, a princípio foi vista com desconfiança, pelos que não tinham conhecimento do assunto e também por questões políticas. Apesar das resistências iniciais, aceitaram o processo e hoje podem usufruir um ensino de qualidade e com melhor estrutura física e pedagógica.

Sendo a nuclearização, a junção de muitas escolas, o Núcleo de Linha Aparecida, formou-se juntando escolas das comunidades de Nossa Senhora das Graças, Linha Aparecida, Estrela Gaúcha, Linha Canoa, Linha Bahia e Baía Capela.

Os alunos passaram então a serem transportados gratuitamente através do Transporte Escolar, para isso foram construídos mais duas salas de aula, banheiros com bebedouros, depósitos, cozinha e dependências administrativas, sendo: secretaria, sala de professores e biblioteca, além de saguão onde os alunos fazem lanches e atividades extra classe.

O Estabelecimento está localizado a 22 km da sede do município. A comunidade Escolar é formada única e exclusivamente por alunos da zona rural na maioria com pouca infra-estrutura e condições sócio econômicas desfavoráveis. Sabemos que o processo ensino aprendizagem muitas vezes é afetado por esse fator, mas a escola procura explorar metodologia capaz de priorizar o desenvolvimento do espírito critico favorecendo a criatividade, descobrindo através de projetos interdisciplinares e atividades artísticas como: teatro, danças, artesanato, artes plásticas em geral novas habilidades no trabalho individual e coletivo.

Verificando estatística escolar, que houve aumento no número de alunos de 1997 a 1999 em relação ao número de matriculas anuais; nos anos seguintes 2000 a 2006, estes índices voltaram a baixar gradativamente, fato notado devido a grande migração de famílias do campo para a Cidade em busca de melhores condições de vida.

A escola do futuro é desconhecida no dia de hoje, para nós aqui no momento histórico que vive faces de transição e mudança, que exige de nossas governantes atitudes ousadas e inovadoras, é difícil saber se existiremos como escola, pois se não tomarmos iniciativas é óbvio que população rural se extinguirá. Sabemos que existe solução, mas somos conscientes que existe crise e ela compromete o sucesso e a própria competência da ação educadora dos profissionais da área. Portanto como a qualidade do trabalho educativo não depende do trabalho particular, mas da ação coletiva, esperamos que a boa vontade de nossos administradores seja suficiente para perceber, romper barreiras existentes e inovar pensamentos criativamente.

Sendo assim, destacamos que o sucesso das atividades de ensino aprendizagem, passa a ser responsabilidade de todo cidadão empenhado com a transformação da realidade em que vive.

 





Validador

CSS válido!

Secretaria de Estado da Educação do Paraná
Av. Água Verde, 2140 - Água Verde - CEP 80240-900 Curitiba-PR - Fone: (41) 3340-1500
Desenvolvido pela Celepar - Acesso Restrito